quinta-feira, janeiro 31, 2008

Como uma pêra

Os minutos são míseros
tudo aflige a carne,
amor, pedras e erros
nada vence o tempo.
Rugas como colméias
se formam na face.
Cada uma é uma frase
em silêncio me dizendo
“a vida é um remendo”.

Marina Ráz.

4 comentários:

Vita Brevis disse...

"A vida é um remendo"... concordo, principalmente ao longo do tempo.

Gostei muito do blog,
Beijos,
Rafaela Damasceno

Andréa Muroni disse...

Primeiro, obrigada pela visita - e pelo elogio - a meu blog.
Segundo: menina, como seus poemas são BONS. Sinceramente, muito difícil ler algo que me impressione numa totalidade e os seus poemas... dá vontade de te indicar pra todos os meus amigos.

Posso pôr o link nos meus outros blogues?

Um beijão

Boaz ben Av disse...

Um remendo lírico que você descreve de forma impressionante.
Muitos "m" dão a impressão do tempo murumurando a passar até i momento do silêncio.
Parabéns!

Marina Ráz disse...

Andréa não consigo mais ler seus blogs o que houve?